sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Indígenas começam a chegar a Atalaia (AM) para eleição do novo presidente do País

Mais de 600 eleitores da Terra Indígena Vale do Javari são aguardados em Atalaia do Norte/AM, no domingo, para votação no 2º turno das Eleições 2010. A Fundação Nacional do Índio, em parceria com a Comarca da Justiça Eleitoral e a Prefeitura Municipal de Atalaia do Norte, mobilizam-se novamente para que os indígenas das etnias Matis, Marubo, Mayoruna, Kanamari e Kulina do Vale do Javari possam votar no dia 31. No primeiro turno das eleições, no último dia 01 de outubro, foi preparado um atendimento especial na sede da Coordenação Regional Vale do Juruá, em Atalaia do Norte. Durante a semana do pleito, foram disponibilizadas urnas eletrônicas, nas quais os indígenas puderam treinar para votar. Uma base de apoio  foi equipada para distribuição de alimentação e combustível para os indígenas, que chegam a viajar por mais de 15 dias para virem até a sede do município e retornarem para suas aldeias. “Todo esse apoio que recebemos é muito importante para agente poder votar”, disse Waki Mayoruna, cacique da aldeia Lobo do Rio Jaquirana, distante 918 Km da cidade.



A TI Vale do Javari, que tem como limite norte aproximadamente 1.200 km de fronteira com o Peru, e é a segunda maior terra indígena do País, com mais de 8,5 milhões de hectares, apresenta alguns obstáculos naturais para seus eleitores: o transporte é apenas fluvial e realizado nesse período do ano somente em pequenas canoas regionais motorizadas, conhecidas como "peque-peque". O final do período de estiagem na região sudoeste do Amazonas torna alguns rios, muitas vezes, não navegáveis até para embarcações de médio porte, apresentando em alguns pontos não mais que cinquenta centímetros de água em seus leitos. “Nesse período de seca nós levamos oito dias de peque-peque para descer o rio até Atalaia e mais uns doze para retornar à aldeia Maronal, no rio Curuçá”, explica o coordenador técnico local, Manoel Barbosa da Silva, mais conhecido como Churinpa, da etnia Marubo, que percorreu 926 km de rios até Atalaia do Norte para poder votar. Apenas no primeiro turno das eleições, a Funai organizou a distribuição de quase 7.000 litros de gasolina e 1.500 quilos de alimentos para as 63 canoas indígenas que chegaram até a orla de Atalaia do Norte.




Para dirimir as dificuldades logísticas para os indígenas do Vale do Javari nas próximas eleições em 2012, a Coordenação Regional já firmou acordos com a Justiça Eleitoral e o Exército Brasileiro para que dois Pelotões de Fronteira recebam novas seções eleitorais. A princípio foi acordado que os Pelotões de Palmeiras do Javari e do Estirão do Equador, ambos no rio Javari, receberão urnas eletrônicas para atender as aldeias dos rios Jaquirana, Javari e Curuçá. Também foi discutida nessas reuniões técnicas a possibilidade de levar outras urnas eletrônicas para aldeias indígenas nas calhas dos rios Ituí e Itacoaí. Todo o transporte de equipamentos e técnicos da FUNAI, Justiça Eleitoral e Polícia Federal serão realizados em aeronaves do Exército Brasileiro. “Esperamos que nas próximas eleições os índios do Vale do Javari possam exercer seu direito a cidadania com mais comodidade”, informa o coordenador regional do Vale do Juruá em Atalaia do Norte, Heródoto Jean de Salles.


Um comentário:

  1. Eraldo de Vasconcelos Leite7 de novembro de 2010 06:05

    Espero que com a saída da Ana Beatriz da coordenadoria técnica local de Recife, e a entrada do Paulo Fernando como coordenador as cousas por aqui melhorem, só depende de nós,

    ResponderExcluir